dezembro 26, 2012

boa noite

Às vezes esqueço-me de ti e, outras, as coisas arrastam-me até ti simplesmente. Parece que para não esquecer que a tua carne sobrevive. É teimosa. Quer ficar.
Às vezes esqueço-me de ti, outras, ajudam-me a lembrar.


14 comentários:

  1. E será sempre assim doce Mariana até que esse "amor" seja realmente rasgado da tua pele. Serás feliz, afinal, és maravilhosa :)

    ResponderEliminar
  2. Amo quando por meros segundos, consigo desligar...e odeio completamente quando me volto a lembrar ! É uma triste realidade, quando certas "coisas" foram tão importantes e apegaram-se tanto ao nosso ser, e por algo "insignificante" fugiram de nós...pior ainda, é a dificuldade de esquecer...Teimosia do destino :). O tempo acabará por fazer desligar por completo :) e vais ser feliz, como nunca foste :)

    ResponderEliminar
  3. é apenas uma história, não é algo real :) obrigada.

    ResponderEliminar
  4. óh, obrigada. neste tipo de coisas, não acredito muito..

    ResponderEliminar
  5. ainda bem. mas, o que se passou contigo? pergunto por causa deste post *

    ResponderEliminar
  6. Obrigada linda, como foi o teu natal? :)

    ResponderEliminar
  7. És sempre tão doce Mariana e consegues ser sempre tão subtil no que escreves :')

    ResponderEliminar