junho 23, 2014

“Assim éramos nós obscuramente dois, nenhum de nós sabendo bem se o outro não era ele-próprio, se o incerto outro viveria...”


1 comentário:

  1. E será a vida alguma vez certa? A incerteza faz sempre parte de nós.

    ResponderEliminar