setembro 25, 2013

Ofereci o lugar do metro ao velho. Pela gabardine beje. A camisa delicada e o colete de algodão escuro. O chapéu de chuva e pasta azuis marinho. O chapéu carrancudo cinzento. A sua estatura baixa de homem fora de negócios, só com a vida. 
O sorriso colhido recentemente.



2 comentários:

  1. Tu escreves de uma forma tão apaixonante que nos transportas sempre para os locais. És mágica.

    ResponderEliminar