setembro 05, 2013

as pontes

A mulher dentro da carrinha ouvia os pingos da chuva a bater no vidro. Procurava por ele no aguaceiro, e quando viu a sua imagem em direcção a si, pensou na possibilidade de ele não a querer, porque tinha, instantes depois, recuado.
Nesses segundos, encharcados em desapontamento, ela pensou que o tinha perdido para sempre.
Na estrada. No céu cinzento.



4 comentários:

  1. Quem sabe ele depois não tenha avançado de novo...

    ResponderEliminar
  2. talvez não o tenha perdido para sempre. talvez o tenha com ela ainda com mais intensidade. um passo atrás não impede dois passos à frente

    ResponderEliminar
  3. Alô ! Passei pelo teu cantinho para te dizer que vou eliminar o blog onde eras meu seguidor (caa-vidaempalavras.blogspot.pt). No entanto, já tenho outro novo. Deixo-te aqui o link, aguardo a tua visita e espero que me possas continuar a seguir também lá :)
    Link: caa-sentimentos-rotineiros.blogspot.com

    With Love, Cáa ஜ

    ResponderEliminar