janeiro 10, 2013

a trégua é o primeiro verso

Pode parecer ingénuo, no entanto vou contá-lo. Contá-lo, esse desejo desapegado de brincos e saiotes sentimentais. Esse desejo que se confunde com capricho de querer minutos a sós e minutos fora da solidão. Esse desejo para os outros, que não conseguem tirar os joelhos do chão e se emborcam de tristeza. Quero esse desejo simples. Peço esse desejo simples de pedir minutos a sós com a felicidade para eles. De ser egoísta e pedir ao tempo que seja meu para poder dá-lo aos outros. Tempo para eles crescerem. Tempo para eles se curarem. Tempo para remendarem o que está inundado de buracos. Tempo de se abraçarem e tempo de se Amarem. Quero pedir esse tempo que eles não acreditam para lhes dar o que precisam. Só quero um bocadinho de tempo, que nem é para mim.
Pode parecer ingénuo, mas quero contá-lo. Contar que um dia hei-de ganhar o tempo para fazer os outros todos felizes.


8 comentários:

  1. O Desejo deve ser vivido, lutado, um desejo calado é e sempre será uma oportunidade perdida. Por momentos, por simples momentos temos de deixar tudo de parte, ouvir apenas nós, lutando pelo que queremos e não abdicando em pról de uma outra pessoa.
    Gostei muito do que li.

    Um Beijinho :)*

    ResponderEliminar
  2. Está muito bonito, porque por vezes só nós vemos o que os outros precisam

    ResponderEliminar
  3. porque a verdade também está em ti, tu vens comigo :)

    ResponderEliminar
  4. Não gosto do tempo.
    Ele é muito curto e somos obrigados a passá-lo preso ao mundo, não às pessoas.

    Acho que o tempo seria mais bem aproveitado com as pessoas.
    Enfim...

    um bom final de semana.

    ResponderEliminar